Redução progressiva do número de internamentos em maio, com pico já ultrapassado

Estima-se que o pico dos internamentos tenha ocorrido entre 16 e 18 de abril com cerca de 1300 internados, sendo que o pico de internados em UCI foi atingido a 7 de abril com cerca de 270 internados em UCI. Prevê-se que no final de maio o número de internados não ultrapasse os 630, dos quais cerca de 100 em UCI.

“Neste momento, e já incluindo alguns dados relativos ao relaxamento das medidas de confinamento e ao aumento da mobilidade dos portugueses, os dados apontam para uma tendência de redução progressiva do número de internados, e de internados em UCI”, nota Pedro Simões Coelho, um dos coordenadores do dashboard COVID-19 Insights. O Professor catedrático da NOVA IMS, que coordena também o estudo anual da NOVA IMS sobre a sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde (SNS), destaca ainda a importância destes dados para o dimensionamento da resposta do SNS.  Por seu lado, Jorge Portugal, Director Geral da COTEC Portugal sublinha que “a análise dos dados aponta no sentido de continuar o plano de desconfinamento e assim restabelecer as condições de pleno funcionamento da economia, sem colocar em causa a resposta do SNS nem a saúde dos portugueses”.

Search